Cintya Einstein

Cozinhar é mais que diversão, é unir coisas gostosas, é inventar a cada instante, é experimentar coisas diferentes, sabores intensos e texturas diversas.
Sempre observei meus pais cozinharem, principalmente quando eu era bem pequena e minha mãe fazia comida congelada pra vender.
Mas aos 8 anos meus pais trabalhavam fora e eu chegava da escola esfomeada. Meu irmão Glauber já ficava na minha cola para saber no que ia dar a minha ida até a cozinha.
Era macarrona com molho de tomate aguado, ovo mexido cheio de temperos, macarrão com yogurte, e outras genialidades, a cada dia uma invenção diferente.
Com brincadeira fui tomando gosto, colecionando livros, me atentando a receitas, que quase nunca sigo à risca!
E é por não seguir a receita e adorar meus super temperos, que meu pai me apelidou de CINTYA EINSTEIN (desde criança), pois quando eu ia pra cozinha, ele sempre achava que eu ia mesmo era explodí – la!!!……rs …. mas nunca explodi, pelo menos até agora não!